Monday, October 15, 2007

A luta de Quelaces

Enquanto na Xina o Pratido Quemunista Xinêz (PQX) abole a luta de classes, porque manifestamente não tem classe para isso, no Ocidente e particularmente em Portugal ela está cada vez mais activa. Marx que propôs o marxismo como ideologia da igualdade, esperava que no futuro houvesse uma sociedade sem classes. Ora aconteceu que os países em que se tentou criar sociedades sem classes, eram países que já então não tinham classes nenhumas, o que deu, e só poderia dar, asneira.

Em Portugal existe, e sempre existiu, uma proveitosa luta de classes que, para bem de todos nós continua muito vigorosa. Temos visto que a existência de gente com muita classe dá origem a muitas classes de gente. Eu, por exemplo, que tenho muita classe, e faço muita questão de ser reconhecido por isso, tenho que lutar diariamente com gente que não tem classe como a minha.

Apesar de eu ser assessor do Perufeçor, não fui eleito para Vice-Presidente do Flipe. Porquê, perguntais vós? Muito simples, por que tenho muita classe. Sou das classes que têm mais prestigio das elites do país. E por isso não me junto a outras classes que não estão à minha altura.

Queria aproveitar para explicar que só são classes as classes que têm classe. Não faz sentido incluir nas classes os desfavorecidos que não têm classe nenhuma. As classes são sempre constituídas por pessoas com muitas necessidades, diz-se mesmo que quanto mais mais-necessitados forem, mais classe têm. É por isso que os mais desfavorecidos se endividam tanto com os bancos cheios de classe dos mais-necessitados para se parecerem com eles. A luta de classes é, portanto, um meio que a sociedade tem de colocar cada um no seu lugar merecido.

A bem da nação.


Jakim (assessor do Perufeçor)

(original)

Labels: ,

1 Comments:

At 3:27 PM, Blogger Mo said...

já me deixei disso quando acabei a oitava classe

 

Post a Comment

<< Home