Monday, April 03, 2006

Trezentas e trinta e três

Antes de mais quero apresentar-me. Sou o Pilata Amalelo, alcunha de rede, de Zeferino Zito, primo quase direito do assessor Joaquim Zito, proprietário deste blogue. Como lhe dou apoio informático autorizou-me a dar aqui, de vez em quando a minha opinião sobre o que me apetecesse desde que respeitasse as regras da boa educação, do decoro e, acima de tudo, da gramática. Claro que ele fez isto porque não está para me pagar as centenas de vezes que me chama pelas mais absurdas razões. E pensa que assim me compensa da trabalheira que me dá. Mas a verdade é que estes gajos mal chegam à política não sei o que é que lhes dá que passam a ter comportamentos estranhos. O Joaquim até era um gajo relativamente normal e agora está intragável. Se ele não me tivesse sujeitado à tal regra do decoro eu hoje falava era da Cátia que ele arranjou para estagiar lá no tasco dele, hehehehe, mas não pode ser. Por isso vou falar das trezentas e trinta e três medidas. Pois o facto é que até podem ser boas mas não podem ser eles a fazer isto. Não está certo. Isto é pura corrupção. Medidas destas estão as ser-nos roubadas a nós que somos verdadeiramente de direita. Estes gajos estão a lixar o sistema político todo. Eu voto sempre na extrema direita, vou às manifas contra tudo o que é esquerda, estou sempre a gritar contra os funcionários públicos e a favor da privatização e de menos estado e agora vêem estes tipos e roubam-nos as ideias, tiram-nos o pão da boca. Assim não pode ser, sou contra, porra, sou contra.

Pilata Amalelo

1 Comments:

At 2:33 PM, Blogger sem cantigas said...

ah! manifas bem mas não me alegras, fala lá da cátia e da mónica ó pilata de algibeira!

 

Post a Comment

<< Home